Participantes da Sua santidade Participantes2

Santidade é um atributo singular de Deus. Deus tem muitos outros atributos morais como sabedoria, amor, poder, humildade, que podem ser entendidos ou exemplificados por pessoas ou coisas que demonstram estes atributos. Mas, santidade não tem nenhum paralelo no natural. É singular.

 

Os atributos pessoais de Deus representam tudo aquilo que fazem Deus ser Deus. É tudo que Deus na sua essência é e que nós não podemos ser: Onisciente, onipotente, onipresente, etc. Os seus atributos morais por sua vez, representam o que Deus é no seu caráter e que nós também devemos ser. Quando somamos tudo que Ele é moralmente nos deparamos com a sua santidade. É exatamente isto que o Espírito Santo quer compartilhar conosco.

 

John Wesley definiu santidade como Amor Perfeito. Para trazer um equilíbrio para o conceito diríamos que é uma combinação entre a Justiça de Deus e o Amor de Deus. O amor nos convida para vir, a justiça diz que não nos encaixamos para vir. Existe uma tensão estabelecida na santidade.

 

I Tessalonicenses 4:3 - 8

Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; Que cada um de vós saiba como possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus. Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o SENHOR é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação. Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo.

 

Santificação implica em “saber como” (know how) possuir o seu próprio corpo, como se relacionar com ele de forma honrosa. Você é um espírito que habita em um corpo e o resultado disso é que você é uma alma vivente.

 

 

Uma vez que o nosso espírito é salvo e regenerado, o nosso corpo não é mais somente a casa do nosso espírito, ele se torna também o templo do Espírito Santo.

 

A alma é a ligação. Ela faz  a conexão entre espírito e corpo,  dando-nos consciência da dimensão espiritual e sobrenatural acessando o nosso espírito, e consciência da dimensão física e natural acessando os sentidos do nosso corpo. A alma precisa ser reeducada pelo nosso espírito que foi salvo e ungido, para saber como interagir com o nosso corpo honrando o Espírito Santo que agora também habita nele.

 

Tiago 1:21

Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas.

 

Naturalmente este “know how” vem da palavra perfeita e revelada de Deus que nos ensina a sua vontade. Então, a santificação primeiramente implica em nos relacionarmos de uma forma saudável com o nosso corpo, respeitando e honrando a presença do Espírito Santo n’Ele. Mas não é só isto.

 

É a partir daí que voce vai aprender a honrar a vida de Deus que está também no seu irmão.

 

“Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o SENHOR é vingador de todas estas coisas”.

 

Como somos membros uns dos outros no corpo de Cristo, a nossa deslealdade de uns para com os outros é interpretada como prostituição. O próprio Deus é vingador destas coisas. Aqui precisamos de uma visão saudável da paternidade de Deus. Quando Jesus nos ensinou a orar Ele não disse: Pai meu, mas Pai nosso! É necessário uma consciência de corpo e de aliança.

 

A vontade do nosso Pai está a nossa disposição pelo Espírito Santo.

 

Hebreus 12:9 - 10

Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos? Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade.

 

O desejo de Deus é que sejamos participantes da sua santidade. Santidade é também um processo que vem a medida quando fazemos proveitosa a correção e a disciplina. É um processo que nunca acontecerá à parte do princípio de autoridade.

 

Se não nos relacionamos corretamente com os nossos pais segundo a carne, dificilmente nos submeteremos ao Pai dos espíritos. Todos nós temos pais que nos geraram biologicamente, mas quem enviou a vida foi “O Pai dos espíritos”. Foi Ele quem também nos levou a nascer de novo. Pai significa "fonte". Ele é a nossa origem. Viemos d’Ele e voltaremos para Ele! Abraçar a disciplina no contexto do princípio de autoridade é uma questão de vida ou morte!

 

Provérbios 10:17

O caminho para a vida é daquele que guarda a correção, mas o que deixa a repreensão comete erro.

 

Precisamos nos submeter ao Pai dos espíritos para viver. E isto nos trará um grande proveito, seremos participantes da sua santidade.

 

O nosso espírito renasce numa fração de minutos ou segundos. Mas a nossa alma precisa ser salva num processo que envolve o resto de nossas vidas. E o grande segredo deste processo é amar a correção.

 

Hebreus 12:14

Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;

 

Primeiro precisamos seguir ou perseguir a santificação. Temos que fazer disto um objetivo. Segundo, para alcançar a santidade precisamos perseguir a paz com todas as pessoas. Isto exige sinceridade e muito quebrantamento.

 

Dentro das nossas possibilidades precisamos fazer o máximo para preservar a paz nos  relacionamentos, evitando contendas e desentendimentos. O nosso maior desafio é construir relacionamentos saudáveis fundamentados em uma aliança balizada pelos princípios de Deus.

 

Romanos 12:18

Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.

 

Quando não é possível ter paz com alguém? Quando tal relacionamento compromete a santificação e a integridade dos princípios de Deus na nossa vida. Nunca haverá paz verdadeira sem compromisso de ser santo.

 

Os nossos relacionamentos afetam a nossa condição de santos. Isto pode acontecer de forma positiva ou negativa. Precisamos sempre avaliar como estamos influenciando as pessoas e como as pessoas estão tentando nos influenciar.

 

Se comprometemos a nossa integridade moral comprometemos a integridade dos nossos relacionamentos. E se comprometemos a integridade dos nossos relacionamentos comprometemos a nossa integridade moral.

 

Paz com todos está muito relacionado com a nossa santificação pessoal. É necessário motivos corretos, princípios de lealdade e a verdade estabelecida no nosso coração.

 

O escritor aos hebreus faz aqui também uma séria advertência: “ninguém verá ao Senhor sem se tornar participante da sua santidade”. O escritor aos Hebreus cita como mal exemplo a Esaú.

 

Hebreus 12:15

Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura. Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou.

 

Esaú tinha um problema claro: apetites desenfreados. Relacionava-se desta maneira não apenas com a comida, mas com a imoralidade. Ele profanou a autoridade dos pais e os aborreceu. Estava espiritualmente contaminado.

 

Ausência de domínio próprio significa presença de demônio próprio. A sua falta de domínio próprio estragou o relacionamento mais importante pelo qual ele acharia as soluções de Deus para a sua vida.

 

I Tessalonicenses 4:3 - 4

Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra;

 

Santificação significa se tornar santo. Precisamos saber como manter o nosso corpo numa condição que seja apropriada para Deus habitar nele. A graça de Deus é o Espírito Santo habitando em nós e nos governando.

 

O Espírito Santo é o principal agente da nossa santificação. É Ele quem nos convence de pecado, quem nos revela e aplica a verdade da palavra de Deus em nós. É Ele quem nos ensina a orar e a interceder e nos disponibiliza todos os benefícios conquistados por Jesus na cruz.

 

Não apague o Espírito Santo. Abra o seu coração para a disciplina de Deus e torne-se a cada dia, mais ainda, participante da sua santidade!

 

Apóstolo Túlio de Souza Borges

Ministério Internacional Ágape

Pastor Presidente

 

Palavra ministrada em 31/10/2010.