Artigos


(Lucas 13:1) - E, NAQUELE mesmo tempo, estavam presentes ali alguns que lhe falavam dos galileus, cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios. E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas? Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis. E aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, cuidais que foram mais culpados do que todos quantos homens habitam em Jerusalém? Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.  E dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando; E disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho. Corta-a; por que ocupa ainda a terra inutilmente? E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano, até que eu a escave e a esterque; E, se der fruto, ficará e, se não, depois a mandarás cortar.

·      Porque algumas pessoas morrem e outras não? Um carro se acidenta, três pessoas morrem e uma é poupada? Porque?

·      Será que tudo que acontece aqui na terra é a vontade de Deus? Uma coisa é certa, jamais deveríamos nos sentir melhor ou mais espiritual do que estas pessoas, ... antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.

·      Quando o juízo chega para alguns nunca deveríamos nos sentir melhor do que eles, antes deveríamos nos humilhar diante de Deus. Nunca pense de si além do que convém.

·      Os farizeus citaram Galileus que certamente foram fazer sacrifícios a demônios, cujo sangue Pilatos misturou com os seus sacrifícios. Parece algo bem abominável, mas Jesus alertou os farizeus que a situação deles não era melhor.

·      Uma torre caiu e dezoito pessoas morreram. Só pode ser que estes homens era terríveis pecadores. Mas Jesus disse que não eram mais culpados do que todos os que habitam em Jerusalém.

·      Qual será a principal razão onde um é ceifado e outro não?

·      Então Jesus conta uma parábola, O proposito era explicar estas calamidades.

E então dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando; E disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho. Corta-a; por que ocupa ainda a terra inutilmente? E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano, até que eu a escave e a esterque; E, se der fruto, ficará e, se não, depois a mandarás cortar.

1. Todo privilégio implica em responsabilidade

·      Esta figueira era privilegiada:

1. Ela foi plantada pelo dono da vinha. Não era um lugar para ela, mas foi uma opção do dono da vinha.

2. Tinha um lugar de destaque. Uma arvores entre as parreiras.

3. Estava num solo fértil, muito bem cuidado.

·      Um lugar onde há integridade, oração, palavra, cuidado pastoral. E mesmo quando ela não correspondeu a tantos benefícios  havia um intercessor!

4. Tinha maturidade, foi depois de 3 anos que o dono da vinha veio procurar frutos.

(João 15:8) - Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.

·      Quando é que nos tornamos discípulos? Quando damos frutos. Não importa a aparência, mas a realidade.

2. Você precisa se alinhar com o proposito de Deus.

·      Esterilidade não é um mal neutro.  A figueira estava ocupando um espaço e sugando o terreno sem dar nenhum retorno.

·      Falta de fruto aponta para a nossa necessidade de arrependimento... Isto exemplifica pessoas deslocadas do proposito de Deus para a vida delas... Você só pode conhecer a sua identidade, o seu chamado, estando em JESUS.

(João 15:2) - Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

·      Deus normalmente não corta quem da problema, ou quem dá trabalho, mas quem não dá fruto apesar de todo investimento. Fruto está relacionado com o caráter, multiplicação esta relacionada com a missão.

3.  A importância do intercessor (a lição mais importante...)

·      O agricultor (Pai) é o dono da vinha, o viticultor (Jesus) é o Deus da segunda chance. O viticultor é o advogado, o intercessor. Dá mais um ano para ele, vamos ver se algo acontece... Foi um intercessor que se colocou entre a destruição imediata e mais uma oportunidade.

·      Onde esta a resposta para as perguntas iniciais? No intercessor! Quando há um intercessor, Deus pode mexer na nossa estrutura, pode investir, nos dar uma nova chance, pode escavar ao derredor e cortar alguma raiz podre.

·      Existem duas atitudes que nos lançam para dentro do proposito de Deus: o arrependimento e a intercessão. Arrependimento é a capacidade de avaliar a si mesmo diante da convicção do Espirito Santo. Quando nos vemos com os olhos de Deus somos libertos de julgarmos as pessoas com uma medida errada.

·      Não existe nada que ajude mais uma pessoa a se arrepender do que um intercessor. E a atitude que mais nos qualifica para a intercessão é o arrependimento. Quem é o intercessor?

Hb 5:1Pois todo o sumo sacerdote, sendo escolhido dentre os homens, é constituído a favor dos homens nas coisas pertencentes a Deus, para que ofereça tanto dons como sacrifícios pelos pecados, 2 o qual possa condoer-se dos ignorantes e dos que erram, pois que ele também está cercado de enfermidades, 3 e por esta razão deve, tanto pelo povo como também por si mesmo, oferecer sacrifício pelos pecados.

·      O intercessor é uma pessoa depurada pelo arrependimento, e se tornas um veiculo da misericórdia e da compaixão de Deus. Não só isto, ele passa a funcionar revestido por uma autoridade sobrenatural.

  • Este foi o grande clamor de JESUS, intercessores que geram pastores frutíferos.

Mt 9:36 Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque andavam desgarradas e errantes, como ovelhas que não têm pastor. 37 Então disse a seus discípulos: Na verdade, a seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. 38 Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara.

·      Rogai ao Senhor da seara... Deus esta nos chamando para sermos intercessores... A forma madura de pastorear sempre começa com a oração e intercessão. Não existe um principio mais elevado para revitalizar alguém e devolve-lo ao proposito de Deus.

·      A intercessão é a atitude mais importante, mais sublime para consolidar a colheita.

·      Lembre de Moises com as mãos erguidas... Dos Apóstolos focados na oração e na palavra ... E sobre JESUS? ELE teve 3 anos de ministério aqui na terra, mas há mais de 2000 anos vive para interceder por nós!

No Amor do CORDEIRO,

Ap Tulio Borges