Mensagem em áudio Agenda

 

QUEM TE ENVIOU? Lc 8:22-39

1.    Havia uma missão dada pelo ESPÍRITO SANTO.

22 E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

·      Você vai perceber que JESUS não estava fazendo turismo com os discípulos.

Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente. João 5:19

·      Jesus não fazia nada sem ver o Pai fazer antes... JESUS era especialista em fazer caça ao tesouro. Ele viu e ouviu o clamor de alguém que o Pai lhe mostrou. Missão é quando Deus compartilha conosco uma necessidade especifica. Uma pessoa a alcançar, alguém a suprir ou socorrer. Estar numa missão dada por Deus é diferente de estar comprometido com uma estratégia de alcance, onde empurramos pessoas carnais para fazer uma missão espiritual. É fundamental perceber a diferença entre “quando DEUS me fortalece de quando faço na minha força”.

·      JESUS sabia o que iria encontrar pela frente, os discípulos nem faziam ideia! Uma missão dada por Deus demanda intimidade, ouvidos abertos para o Espirito Santo. Não é apenas ativismo, mas demanda desenvolver a sua vida espiritual. Estamos vivendo os perigos de uma geração que busca pelas coisas prontas... onde o sucesso tem que ser fácil e rápido. Aqui a definição de sucesso é um fracasso.

·      A nossa capacidade de ouvir o ES define a nossa maturidade e a nossa eficiência para fazer a vontade de DEUS. Quando não discernimos a voz de DEUS para fazer o que DEUS nos designou a fazer, facilmente vamos começar a fazer o que ELE nunca nos comissionou a fazer. Ambas as coisas são improdutivas e problemáticas.

·      A primeira coisa a fazer é ter plena convicção que o que estamos fazendo, fomos designados por DEUS para fazer. Não estou falando contra você fazer algo que o seu Pastor quer que você faça ou coisa do tipo. Mas de você buscar de DEUS esta motivação mais profunda, que te dará um senso de missão e responsabilidade, que nenhum ser humano jamais poderia te dar.

2.    A importância da fé que sempre descansa. 23 E, navegando eles, adormeceu;

·      Quando você ouve a voz de DEUS para uma dada missão, você recebe a fé necessária para cumpri-la. Todas as vezes que DEUS te manda IR, ELE vai junto com você. O Espirito Santo é o paracletos, o ajudador, pensa em alguém que é 1000% crente! ELE é a natureza de DEUS em você, quem te faz filho e ungido.

·      Não importa o que vai enfrentar, tudo é possível quando você recebe fé! Lembra de Moises...

Quem sou eu, que vá a Faraó e tire do Egito os filhos de Israel? Ex 3:12 E disse: Certamente eu serei contigo

·      Que resposta! A primeira parte da resposta é bem interessante: Deus ignorou a pergunta de Moises! Quem sou eu? Você é o homem com quem DEUS vai! Você é a pessoa com quem DEUS associa. Não importa o que ELE te mandou fazer, importa que ELE vai contigo.

·      CRER não significa “fazer nada”. CRER significa que o que você esta fazendo foi movido por uma palavra de DEUS. Quando você tem a palavra de DEUS, você tem a presença DELE com você.

·      Obras mortas, é tudo aquilo que estamos fazendo por conta própria sem ouvir a DEUS. Toda pessoa que ouviu a DEUS para uma dada missão descansa, porque recebeu fé. Quando as pessoas estão estressadas “fazendo a obra de DEUS”... provavelmente estão fazendo obras mortas.

3.    Junto com a fé vem também o bônus do discernimento

·      Quando você ouve a voz de DEUS para uma dada missão, você se torna tão eficiente em DEUS que será inevitável não sofrer oposição. Deus mesmo irá trazer os seus inimigos para a luz.

23 E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

·      A fé genuína não é burra, nem cega. Ela discerne. Porque JESUS conhecia a natureza da sua missão, ELE estava habilitado para discernir a natureza das suas batalhas. Enquanto os discípulos pensavam que a adversidade deles estava na natureza, JESUS discernia a natureza das suas adversidades. Quando somamos fé e discernimento nos temos autoridade!

24 E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança... E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?

·      Porque os discípulos não souberam lhe dar com aquela adversidade? Porque estavam apenas passeando, não tinham consciência da missão. A tempestade estava relacionada com o homem a ser alcançado. A intensão de JESUS liberou fé exigindo a libertação daquele Gadareno, antes mesmo que chegasse lá. A batalha foi travada no mar, antes que JESUS chegasse ao seu destino. Quando chegou, aqueles demônios já sabiam qual era a sua identidade e autoridade.

28 E, quando viu a Jesus, prostrou-se diante dele, exclamando, e dizendo com grande voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Peço-te que não me atormentes.

4.    A vontade de cada pessoa é sagrada

·      Toda pessoa que não conhece a JESUS é de alguma forma enganada e manipulada. Engano e manipulação não é apenas algo humano, tem os seus bastidores na dimensão espiritual. Sempre antes do diabo enganar uma pessoa, ele de alguma forma fere esta pessoa.

Mc 5:5 E andava sempre, de dia e de noite, clamando pelos montes, e pelos sepulcros, e ferindo-se com pedras.

·      Auto condenação. Havia uma busca intensa por justiça, mas da forma errada., punindo a si mesmo. Havia uma força espiritual que superava qualquer intervenção natural.

29 Porque tinha ordenado ao espírito imundo que saísse daquele homem; pois já havia muito tempo que o arrebatava. E guardavam-no preso, com grilhões e cadeias; mas, quebrando as prisões, era impelido pelo demônio para os desertos.

·      Milhares de pessoas infelizmente vivem nesta condição: “impelidos ou forçados por demônios”. Pessoas que são impelidas a fazerem coisas estranhas, que não são naturais, ou a fazerem em excesso. Sabe o que é incrível? Por trás de toda aquela escravidão JESUS ouviu o clamor daquele homem por libertação! Precisamos conhecer o Amor daquele que foi punido para sermos perdoados!

JESUS veio para a cidade inteira, mas uma pessoa apenas foi salva. Por incrível que pareça a menos provável! Não importa a influencia demoníaca que uma pessoa sofra se JESUS for oferecido como opção a esta pessoa! Isto esta provado neste texto.

30 E perguntou-lhe Jesus, dizendo: Qual é o teu nome? E ele disse: Legião; porque tinham entrado nele muitos demônios.31 E rogavam-lhe que os não mandasse para o abismo. 32 E andava ali pastando no monte uma vara de muitos porcos; e rogaram-lhe que lhes concedesse entrar neles; e concedeu-lho.

·      Porque JESUS permitiu aqueles demônios entrarem nos porcos? É uma boa pergunta. Na minha opinião esta historia de porcos... animais imundos... é balela. Eles estavam em uma decapolis Romana.

·      JESUS libertou aquele homem, mas não libertou aquele território da influencia de toda aquela legião de demônios. Porque? A mesma decisão por JESUS que aquele homem tomou seria oferecida a todos os moradores da cidade. Os espíritos malignos nunca serão suficientes para impedir que uma pessoa converta a JESUS. NUNCA! Se todos aqueles demônios juntos não puderam se sustentar em um homem, pense sobre esta influencia demoníaca diluída em toda população da cidade. Teoricamente, a cidade teria mais chance do que aquele homem. Aquele homem por mais endemonhiado que fosse estava maduro, a multidãoo da cidade não. JESUS testou aquela cidade, e permitiu a influencia demoníaca sobre eles... em contra partida se apresentou como solução viva a qualquer que decidisse colocar a sua fé NELE.

34 E aqueles que os guardavam, vendo o que acontecera, fugiram, e foram anunciá-lo na cidade e nos campos.35 E saíram a ver o que tinha acontecido, e vieram ter com Jesus. Acharam então o homem, de quem haviam saído os demônios, vestido, e em seu juízo, assentado aos pés de Jesus; e temeram. 36 E os que tinham visto contaram-lhes também como fora salvo aquele endemoninhado. 37 E toda a multidão da terra dos gadarenos ao redor lhe rogou que se retirasse deles; porque estavam possuídos de grande temor. E entrando ele no barco, voltou.

·      JESUS foi anunciado a toda a cidade e nos campos, como libertador de um homem que nenhum esforço natural tinha dado jeito. As boas novas vieram a toda cidade, mas se deixaram manipular por medo, ...porque estavam possuídos de grande temor.

5.    Uma nova oportunidade

·      Pessoas transformadas sempre ofereceram uma nova oportunidade para aqueles que foram relutantes.

38 E aquele homem, de quem haviam saído os demônios, rogou-lhe que o deixasse estar com ele; mas Jesus o despediu, dizendo:39 Torna para tua casa, e conta quão grandes coisas te fez Deus. E ele foi apregoando por toda a cidade quão grandes coisas Jesus lhe tinha feito.

·      Sabe quando a sua família viu você transformado pelo poder de JESUS, mas mesmo assim não creu no seu testemunho? Pois é, foi isto que aconteceu aqui. Mas JESUS esta longe de desistir da sua família. Foi por isto que ELE enviou este ex-endemonhiado... foi por isto que ELE enviou você. O ex-endemonhiado tinha a missão de devorar aqueles que outrora devoraram a sua vida. Acabou o tempo de apanhar, e chegou o tempo de bater, acabou o tempo de ser forçado e chegou o tempo de exercer autoridade sobre. Uma pergunta teológica que confunde certamente os que se dizem mais entendidos... Quanto tempo é necessário para um homem hospedeiro de uma legião se tornar uma pessoa preparada e apta para ser enviada ao seu campo missionário? Tudo que precisamos é nos tornar alguém convicto de JESUS, da sua graça!

·      Perceba, este homem era endemonhiado, mas não era um Maria vai com as outras. Sabia o que precisava e o que queria. Enquanto toda multidão disse a JESUS, vai embora daqui... ele disse “eu quero ir contigo”. Jesus achou um posicionamento tão seguro no coração deste homem que lhe deu a missão mais difícil... alcançar os seus e aquela cidade que mandou JESUS embora. Para DEUS isto basta!

No AMOR do CORDEIRO,

Tulio De Souza Borges