Toda Causa é Possívelsoldado

Josué ao pé de Jerico:

 

E sucedeu que, estando Josué perto de Jericó, levantou os seus olhos e olhou; e eis que se pôs em pé diante dele um homem que tinha na mão uma espada nua; e chegou-se Josué a ele, e disse-lhe: És tu dos nossos, ou dos nossos inimigos? Josué 5:13

 

Leia Josué 4 a 6

Precisamos restaurar a aliança e os seus termos

 

Informações importantes:

Gilgal = hoje revolvestes de sobre vós o opróbrio do Egito.

Opróbrio = desonra, afronta, vergonha, injúria. (430 anos)

 

Com a circuncisão, a renovação da aliança, o opróbrio foi removido de sobre a nação. Quando a bíblia diz “alojados em Gilgal” , é o mesmo que hospedado, agasalhado, recolhido, abrigado em Gilgal.

É necessário um tempo e um culto com revelação específica para formar a mentalidade de Gilgal. E qual foi este culto? A PÁSCOA.

Removeu-se a cobertura do Egito e desatou a cobertura da terra prometida. Houve uma mudança de manto, de regência, de unção, de circunstancias e de situação. A maneira de Deus prover mudou!

 

Durante o êxodo toda necessidade foi suprida. Mas o principio era o pão de cada dia. Não podia ajuntar, ter malas pesadas. Deus dava a conta gotas.

Mas há um lugar onde Deus vai trocar as nossas malas por silos. Não é um lugar de passagem, mas um lugar de morar e fincar raízes.

Nesse texto de Josué vemos uma geração que passou e outra foi estabelecida. A geração reprovada pereceu no deserto e uma nova geração foi erguida em aliança com o Deus da Páscoa.

A páscoa estabelece o novo. Um ciclo se fechou e outro se abriu. A cobertura mudou, a provisão mudou, as realidades espiritual e física mudaram completamente. Um sinal físico aconteceu como reflexo de uma mudança espiritual. Comeram do trigo da terra, o pão do novo tempo, e o maná cessou!

Este novo manto apontava para um novo tempo. Qual tempo? Tempo de conquista, provisão sem limites, mesa farta!

Então vem os desafios (Josué 5:13), vencer Jericó. Através deste texto aprendemos que:

  • Precisamos saber quem são os nossos amigos e quem são os nossos inimigos.

O nosso maior inimigo é ter apenas uma visão natural, uma perspectiva meramente humana dos desafios que temos que enfrentar. Aqui os nossos sentidos espirituais estão embotados. Por isto é que precisamos de circuncisão, Páscoa e do pão da terra prometida. Deus despertou os sentidos espirituais de Josué quando viu aquele ser espiritual. Um príncipe que tinha na mão uma espada nua, desembainhada.

  • É necessário acesso e comunicação com o Reino Espiritual.

Deus revelou a Josué quem iria lutar por ele. Existe uma realidade espiritual por trás de todas as nossas batalhas e causas. E a nossa vitória será operacionalizada pelo ministério dos anjos de Deus. Quando Josué estava ao pé de Jerico, o que foi que ele viu? Muralhas. Quando os seus sentidos espirituais foram despertados, o que é que ele viu? Não só um príncipe, mas todo um exército, pois um príncipe não anda desacompanhado do mesmo.

Ele viu um exercito com plena capacidade de realizar o que o exército de Israel jamais poderia fazer. Derrubar as muralhas. Então Josué faz uma aliança que tinha como fundamento servir a Deus com todo o coração, sustentando uma visão espiritual comprometida com os princípios da conquista.

Nunca mais Josué olhou para uma adversidade apenas com uma percepção natural ou humana da situação. Os seus sentidos espirituais foram despertados, o seu coração foi alargado em fé. Ele entendeu que estava servindo ao SENHOR DOS EXÉRCITOS. A partir daí todo esforço de Josué para derrubar as muralhas foi em função de ativar o ministério dos anjos e não a força bélica do exercito de Israel. ATOS PROFÉTICOS. Ações físicas que geram reações espirituais.

 

II Reis 6:16, 17 - E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. E orou Eliseu, e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o SENHOR abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.

 

Quem vê o mundo espiritual se apropria dele!

 

Em Cristo,

 

Apóstolo Túlio Borges

Ministério Internacional Ágape