Gálatas 2:20cruz

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

Gálatas 6:14

Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.

 

Paulo afirma estar crucificado com Jesus Cristo. A Bíblia nos chama a este nível de compromisso com o Senhor. O próprio Senhor Jesus nos desafia a assumimos a cruz.

 

Lucas 9:23-24

Em seguida dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim, esse a salvará.

 

Mas como pode ser isso? Como viver “crucificado”? A melhor forma de fazer isso é observar Jesus na cruz. Ele é o nosso modelo.  Suas palavras nos dão a direção para todas as coisas.

 

A cruz durou seis horas (de 9:00h ás 15:00h). Durante esse tempo Jesus falou sete frases na cruz. Em cada frase posso extrair um princípio, uma direção para minha vida. É o estilo de vida do crucificado com Cristo.

 

Como Viver Crucificado com Cristo:

 

1 - Perdoe - Princípio do Perdão

 

Lucas 23:34

Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem.

 

A morte de cruz para Jesus foi injusta?  Sim, com toda a certeza. Jesus merecia a cruz? Não. Foi uma tremenda injustiça! Ele não tinha pecado.

 

Por trás da crucificação de Jesus podemos ver muitos outros pecados e injustiças contra Ele:

Traição do amigo/ Ciúmes dos religiosos/ Interesses dos governantes (Pilatos)/ Rejeição dos discípulos. Jesus perdoou tudo!

 

O que você precisa perdoar? Traição, ciúme, rejeição, ser usado por alguém?

Perdão não é uma opção. Perdão é um mandamento.

 

Em Mateus (Mt 6:9-15) encontramos a oração do “Pai Nosso” e sua conclusão:

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.

 

2 - Tenha Compaixão – Princípio da Empatia

 

João 19:26-27

Ora, Jesus, vendo ali sua mãe, e ao lado dela o discípulo a quem ele amava, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.

Então disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.

 

Os irmãos de Jesus não criam Nele (João 7:5). Maria, porém, sempre creu na missão de seu filho e não é de admirar que ela o acompanhasse até sua ultima jornada fatal até Jerusalém. Podemos imaginar aquela cena... A angústia de Maria ao ver seu Filho morrendo nu, injustiçado naquela cruz.

 

Pela ordem de Jesus, a Bíblia nos diz que “Dessa hora em diante, João a tomou para casa.”. Precisamos ter boas ações para com os de casa.

 

Certa vez Jesus censurou os fariseus por se entregarem tanto a sua religião que se esqueceram  que tinham família e deveriam honrar a seus pais (Marcos 7). Eles traziam ofertas ao Templo, mas deixavam seus pais passando necessidade.

 

A ordem do Senhor para nós é: AMAR AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO. O consolo, a compaixão não podem estar em discordância com nosso chamado em Deus. Alguns quiseram seguir de perto a Jesus (ser missionários) e Jesus os mandou para sua casa.

 

3 - Pregue a Palavra – Princípio da Pregação do Evangelho

 

Lucas 23:43

Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.

 

Jesus salvou (ganhou almas) até na cruz. Em II Timóteo 4:2 Paulo nos diz para “Pregar a palavra em todo o tempo”. Podemos ganhar pessoas para Jesus mesmo estando em grandes dificuldades.

 

Lembre-se: “PREGUE SEM CESSAR, SE NECESSÁRIO, USE PALAVRAS.”

 

Paulo ganhava almas na prisão. Pregava até durante um naufrágio. Jó testemunhou de Deus estando em grande aflição.

 

Não espere a situação melhorar para salvar as pessoas. Jesus crucificado não perdeu a chance de salvar o ladrão.

 

4 – Persevere – Princípio da Perseverança

 

Mateus 27:46

Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?

 

É quando oramos e não obtemos resposta. Precisamos ficar firmes. Não podemos “descer da cruz” no momento da solidão, em meio ao deserto.

Provérbios 24:10

Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena.

 

Jesus permaneceu firme mesmo ouvindo coisas como “Salve-se! Desce da cruz! Não é você o filho de Deus?” (Mc 15:30). Nestes momentos guarde sempre esta palavra:

 

Isaías 54: 7-8

Por um breve momento te deixei, mas com grande compaixão te recolherei; num ímpeto de indignação escondi de ti por um momento o meu rosto; mas com benignidade eterna me compadecerei de ti, diz o Senhor, o teu Redentor.

 

5 - Faça o bem – Princípio de Fazer o Bem

 

João 19: 28

Depois, sabendo Jesus que todas as coisas já estavam consumadas, para que se cumprisse a Escritura, disse: Tenho sede.

 

Contexto: Salmos  69:20-21

Afrontas quebrantaram-me o coração, e estou debilitado. Esperei por alguém que tivesse compaixão, mas não houve nenhum; e por consoladores, mas não os achei. Deram-me fel por mantimento, e na minha sede me deram a beber vinagre.

 

Nem sempre vamos colher o “bem” daqueles que sempre ajudamos. Não podemos nos cansar de fazer o bem. Quando estiver “na cruz” é bem provável que você receba vinagre das pessoas, quando você disser que está com sede.

 

Davi quando disse a Nabal “estou com fome e sede” recebeu um sonoro “não”. José na masmorra decifrou os sonhos dos dois prisioneiros e pediu “não se esqueçam de mim” e provou “vinagre” do esquecimento.

 

6 - Conheça seu chamado – Princípio do Discernimento

 

João 19:30

Então Jesus, depois de ter tomado o vinagre, disse: está consumado.

 

Porque a frase “está consumado”? O que Ele havia feito? O que estava terminado?

Jesus sabia exatamente sua missão! Ele conhecia sua “carreira”.

 

Está consumado = Terminei! Fiz tudo o que eu tinha que fazer.

 

Se você discernir sua carreira/seu chamado suportará melhor sua cruz (fica bem mais fácil).

 

Em II Timóteo 4:6-7 o apóstolo Paulo mostrou que conhecia seu chamado e se empenhou em completá-lo.

 

Quanto a mim, já estou sendo derramado como libação, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.

 

Se você não conhecer/ discernir seu chamado dificilmente continuará “crucificado”. Ninguém suporta uma “cruz” (grande provação) sem ter certeza que precisa passar por ela.

 

7 - Tenha plena confiança em Deus – Princípio da Fé

 

Lucas 23:46

Jesus, clamando com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isso, expirou.

 

Jesus confiou não só sua vida, mas também sua morte ao Pai.

Só consigo “perder minha vida”, “morrer para este mundo” se realmente eu confiar em Jesus Cristo e em Suas promessas.

 

I Coríntios 15:19

Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.

 

A quem você tem confiado a sua vida?

 

Este é o nosso desafio. Não podemos nunca descer da cruz. Confie em Cristo e decida viver desta forma.

 

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim”.