Os Princípios do Reino de Deus – Parte 2Arvore

Os Princípios da Rede

 

Provérbios 1:1-8

“Provérbios de Salomão, filho de Davi, rei de Israel; Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem, as palavras da prudência.Para se receber a instrução do entendimento, a justiça, o juízo e a eqüidade; Para dar aos simples, prudência, e aos jovens, conhecimento e bom siso; O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido adquirirá sábios conselhos; Para entender os provérbios e sua interpretação; as palavras dos sábios e as suas proposições.O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução. Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe”.

 

Provérbios 2:1-9

Filho meu, se aceitares as minhas palavras, e esconderes contigo os meus mandamentos,

para fazeres o teu ouvido atento à sabedoria; e inclinares o teu coração ao entendimento.

Se clamares por conhecimento, e por inteligência alçares a tua voz, se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares, então entenderás o temor do SENHOR, e acharás o conhecimento de Deus. Porque o SENHOR dá a sabedoria; da sua boca é que vem o conhecimento e o entendimento. Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos. Escudo é para os que caminham na sinceridade, para que guardem as veredas do juízo. Ele preservará o caminho dos seus santos. Então entenderás a justiça, o juízo, a eqüidade e todas as boas veredas.

 

Salmos 89:14

Justiça e juízo são a base do teu trono; misericórdia e verdade irão adiante do teu rosto.

 

Na semana anterior trouxemos três princípios do Reino de Deus que devem ser os princípios de nossa Rede. Então, qual o nosso fundamento?

 

O texto do salmo 89 fala do Trono do Senhor (ou lugar do governo) destacando a Justiça e o Juízo. Além desse texto, vimos o apóstolo Paulo frisar sobre a nossa liberdade em Jesus Cristo:

 

Romanos 14:17

Porque o reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. 

 

Vejamos, então, através dos textos de provérbios o que a Palavra de Deus nos ensina.

Onde precisamos estar alicerçados?

 

Justiça, Juízo e Equidade (Provérbios 1:3 e 2:9)

 

Compreendendo o que a Bíblia quer nos ensinar:

 

Justiça:

Verdade, Legitimidade, Direito, Competência, Correção.

 

Juízo:

Santidade, Responsabilidade, Respeito, Seriedade.

 

Equidade:

Do latim: equitas.

Integridade, Lisura, honestidade.

 

Lemos dois textos de Provérbios e os dois estão falando a mesma coisa. Além disso, podemos verificar pela exegese bíblica que a Palavra está destacando “O Temor do Senhor”

Confira: Provérbios 1:7 e Provérbios 2:5.

 

Se formos resumir o princípio da Rede de Jovens, ou melhor, o princípio básico para todo cristão verdadeiro, vamos ter como base de nossas vidas o TEMOR DO SENHOR.

 

Há duas palavras principais nas Escrituras Sagradas que falam sobre TEMOR:

(Medo = Fobos) ou (Espanto, Reverência = Morah)

 

Fobos

I João 4:18

No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor, porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.

 

Morah

Genesis 31:53  - O Temor de Isaque.

 

Portanto, Temor é reverência.

 

Como andamos em temor? Andando em justiça, juízo e equidade ou seja, em verdade, santidade e integridade.

 

O Temor do Senhor é o OXIGÊNIO do Reino de Deus.

 

Onde vocês estiverem (muitos serão enviados um dia) tenham como princípio fundamental de suas vidas o TEMOR do SENHOR. Você certamente estará andando na Verdade, em Santidade e integridade.

 

O que pode nos tirar do Reino de Deus?

 

Atenção aos dois avisos de Deus:

 

1)    Ociosidade

 

Lucas 9:62

E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.

 

O que você quer da sua vida?

Precisamos estar convictos de nossos alvos e ideais. Seja uma pessoa que anda em retidão.

Para se cortar um pedaço de “ferro” (arame) é só dobrar de um lado e de outro (avança e retrocede, avança e retrocede...)

 

Tiago 1:6-8

... porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa; o homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos.

 

2)    Falta de Temor de Deus:

 

Gálatas 5:19-21

Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais declaro, como já, antes, vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.

 

Prostituição – Imoralidade, sexo pago

Impureza – Perversão sexual

Lascívia – Pensamentos impuros

Idolatria – Não é necessariamente confiar nos ídolos (imagens), mas também priorizar o dinheiro, as pessoas, os hobbies etc

Feitiçarias – Ocultismo, drogas

Inimizades – Ódio e falta de perdão

Porfias – Partidarismo

Emulações – Ciúmes

Iras – Violência (com ações ou com palavras)

Pelejas – Discórdias

Heresias - Facções

Invejas – Cobiças

Homicídios

Bebedices

Glutonarias

 

Deus está nos chamando para vivermos íntegros para Ele. Lembrando da passagem onde Jesus encontrou com o jovem rico, vemos que aquele jovem era um “verdadeiro crente”, isto é, ele guardava todos os mandamentos da Palavra de Deus, mas não pôde ser um discípulo de Jesus.

O que mais nos assusta nesta passagem é que Jesus questionou até a sua salvação, dizendo que “quão difícil é um rico entrar no Reino de Deus”.

 

Não podemos ser simplesmente “crentes religiosos”, mas pessoas decididas a viver em busca do bem mais precioso de todos: o Temor do Senhor. Precisamos viver em justiça, juízo e equidade – verdade, santidade, integridade, as boas veredas!

 

Pastor Vinícius Portes de Souza

Líder da Rede de Jovens Ágape

 

Palavra ministrada em 01/05/2010.