II Samuel 9:1-13
“E DISSE Davi: Há ainda alguém que tenha ficado da casa de Saul, para que lhe faça benevolência por amor de Jônatas? E havia um servo na casa de Saul cujo nome era Ziba; e o chamaram à presença de Davi. Disse-lhe o rei: És tu Ziba? E ele disse: Servo teu. E disse o rei: Não há ainda alguém da casa de Saul para que eu use com ele da benevolência de Deus? Então disse Ziba ao rei: Ainda há um filho de Jônatas, aleijado de ambos os pés. E disse-lhe o rei: Onde está? E disse Ziba ao rei: Eis que está em casa de Maquir, filho de Amiel, em Lo-Debar.  Então mandou o rei Davi, e o tomou da casa de Maquir, filho de Amiel, de Lo-Debar. E Mefibosete, filho de Jônatas, o filho de Saul, veio a Davi, e se prostrou com o rosto por terra e inclinou-se; e disse Davi: Mefibosete! E ele disse: Eis aqui teu servo. E disse-lhe Davi: Não temas, porque decerto usarei contigo de benevolência por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu sempre comerás pão à minha mesa. Então se inclinou, e disse: Quem é teu servo, para teres olhado para um cão morto tal como eu? Então chamou Davi a Ziba, moço de Saul, e disse-lhe: Tudo o que pertencia a Saul, e a toda a sua casa, tenho dado ao filho de teu senhor. Trabalhar-lhe-ás, pois, a terra, tu e teus filhos, e teus servos, e recolherás os frutos, para que o filho de teu senhor tenha pão para comer; mas Mefibosete, filho de teu senhor, sempre comerá pão à minha mesa. E tinha Ziba quinze filhos e vinte servos. E disse Ziba ao rei: Conforme a tudo quanto meu senhor, o rei, manda a seu servo, assim fará teu servo. Quanto a Mefibosete, disse o rei, comerá à minha mesa como um dos filhos do rei. E tinha Mefibosete um filho pequeno, cujo nome era Mica; e todos quantos moravam em casa de Ziba eram servos de Mefibosete. Morava, pois, Mefibosete em Jerusalém, porquanto sempre comia à mesa do rei, e era coxo de ambos os pés.”
 
Deus quer demonstrar a sua generosidade para curar os temores causados por uma herança de ciúmes e inferioridade. Davi foi despertado a usar de misericórdia com alguém da casa de Saul por amor de Jonatas. Isto por causa da aliança que fizeram. A primeira coisa que precisamos fazer é uma aliança com o Senhor Jesus.
 
Quando Davi foi buscar essa pessoa, achou a Mefibosete, que era neto de Saul, aleijado de ambos os pés, de Lo-debar. Lo-debar significa “não há pasto”, não há lugar para prosperar.
 
Mefibosete era um homem sem qualquer autoestima. Se via como um cão morto. Mas, Davi lhe disse 4 coisas:
 
1.  Não temas
 
Existe um “não temas” na bíblia para cada dia do ano!
O QUE TIRA A PAZ DA ALMA?
1.     O temor traz tormento
I João 4:18
“No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.”
2.     O medo da morte (perdas) nos mantem escravos do diabo
Hebreus 2:14-15
“Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, e livrasse todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida.”
 
O QUE ACONTECE COM A ALMA QUANDO O MEDO ENTRA?
1.     Fica alheia à vida de Deus no Espírito
Efésios 4:18
“...obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração...”
2.     Busca salvar a sua própria vida
Marcos 8:35-37
“Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que daria um homem em troca de sua alma?”
3.     Busca o falso conforto ou o conforto carnal
Álcool, sexo, drogas, comida, consumo, sono e etc.
 
O QUE ATIVA O MEDO?
1.     A falta do amor de Deus produz o medo.
Aliança e intimidade com Deus libera a ação do Espírito Santo, derramando o Amor de Deus em nós.
Antes do diabo nos atacar com medo é necessário nos roubar a intimidade com Deus.
 
I João 4:18
“No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.”
 
2.     A incredulidade. A fé, que é o oposto do medo atua pelo amor.
Gálatas 5:6
“Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor.”
 
3.     A interpretação mental humana das circunstancias. Uma perspectiva humana que cria argumentos.
I Coríntios 2:14
“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.”
 
TRÊS MENTIRAS BÁSICAS QUE GERAM MEDO
1.     Deus não o ama e as outras pessoas também não.
2.     Você é indigno e não produz valor.
3.     Deus não cuidará de você e as suas necessidades não serão supridas.
 
DOIS TEMORES
1.     Identidade – desvalorização. Uma pessoa que não sabe o seu valor toma muitas decisões erradas na vida.
2.     Bem-estar: necessidades não satisfeitas.
 
DUAS REAÇÕES CARNAIS POR ONDE O CIÚMES SE MANIFESTA
1.     Orgulho: Se você não for valorizado, faça alguma coisa para ser valorizado.
A) Arrogância externa   
B) Auto-piedade interna
 
2.     Rebeldia: Faça o que for necessário para que as suas necessidades sejam satisfeitas.
Todos os desejos da carne provem do orgulho e da revolta arraigadas no medo.
 
A raiz do ciúmes ou da inveja é o medo. O medo nos induz a uma inveja que é capaz de fazer qualquer coisa para ser valorizado ou suprido. É aqui que o ciúmes apela para a violência. Saul morreu vítima da violência da própria espada (medo de ser zombado). Ciúmes é uma das loucuras ou tormentos que o medo produz. A primeira palavra que Mefibosete precisava de ouvir era NÃO TEMAS.
 
2.  Usarei contigo de benevolência por amor de Jonatas teu Pai.
 
Deus quer demonstrar a você toda a sua benevolência através da sua aliança com JESUS. Jesus confrontou o medo e o ciúme nas suas raízes por amor de nós.
 
 
Hebreus 2:14-15
“E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo, e livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão.
 
Mateus 27:17-18
“Portanto, estando eles reunidos, disse-lhes Pilatos: Qual quereis que vos solte? Barrabás ou Jesus, chamado Cristo? Porque sabia que por inveja o haviam entregado.”
 
Aqui é necessário uma confissão detalhada de toda herança de comportamento reprovado. Toda pessoa que tem que lidar com um legado de medo e ciúmes precisa de misericórdia.
 
A chave para recebermos misericórdia é aprender a honrar as alianças no corpo de Cristo e com o próprio Deus.
 
3.   Te restituirei todas as terras de Saul, teu Pai.
 
Deus quer te restituir. Vai te tirar deste lugar espiritual onde não há perspectiva de prosperar. A descendência de Saul perdeu as terras (boa herança) pelo mesmo motivo de Caim.
 
Gênesis 4:11-12
“E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e errante serás na terra.”
 
Quando tratamos com as raízes de ciúmes e temos aliança com quem Deus ungiu vamos entrar numa rota de restituição.
 
4.  Tu sempre comerás pão a minha mesa.
 
Esta é a maior necessidade de alguém que está saindo de um cativeiro mental de medo e ciúmes. Compromisso com o discipulado e com a meditação da palavra. Precisamos aprender a nos alimentar constantemente da verdade. Este estilo de vida consolidará a nossa restituição, dignidade, prosperidade, sabedoria.
 
Apóstolo Túlio de Souza Borges – Palavra ministrada em 04/05/2014