Salmos 127:1

Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem. Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão dum homem valente, assim os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, quando falarem com os seus inimigos à porta.

O homem valente em Israel tem três compromissos básicos: edificar a sua casa (célula), guardar a sua cidade (comunidade), e levantar uma geração poderosa (descendência). Três coisas que não dependem apenas do nosso esforço e empenho: edificar a casa, guardar a cidade, filhos fiéis. Todo homem valente, todo filho fiel, não pensa apenas em si, mas tem a visão da família e da comunidade.

1)      Edificar a casa

Por trás de toda edificação é necessário agregar valores espirituais onde nos tornamos 100% dependentes do ETERNO. Existe um preço e um cálculo para agregar valores espirituais. No texto abaixo de Lucas, Jesus compara um EDIFICADOR a um VALENTE que sai a guerrear.

Lucas 14:26

Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos e irmãs, e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo. Quem não leva a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo. Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se senta primeiro a calcular as despesas, para ver se tem com que a acabar? Para não acontecer que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a zombar dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pode acabar. Ou qual é o rei que, indo entrar em guerra contra outro rei, não se senta primeiro a consultar se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil? No caso contrário, enquanto o outro ainda está longe, manda embaixadores, e pede condições de paz. Assim, pois, todo aquele dentre vós que não renuncia a tudo quanto possui, não pode ser meu discípulo. Bom é o sal; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Não presta nem para terra, nem para adubo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

O custo de edificar uma casa é o custo de GERAR um filho e FORMAR um discípulo! Nada traz mais prejuízo e vergonha do que um filho que desiste no processo de ser forjado como um discípulo. Discípulos são aprendizes, sendo assim, são ensinados e testados o tempo todo.

Mateus 7:24

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as observa, será comparado a um homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. Desceu a chuva, vieram as torrentes, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela não caiu; pois estava edificada sobre a rocha. Mas todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as observa, será comparado a um homem néscio, que edificou a sua casa sobre a areia. Desceu a chuva, vieram as torrentes, sopraram os ventos e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu: e foi grande a sua ruína.

Só passa nos testes quem aplica ou pratica o que foi ensinado. As provas não são previsíveis, elas sempre nos surpreendem em termos de tempo, modo, e pessoas envolvidas. A essência de edificar uma casa é então erguer filhos disciplinados e discipulados.

2)      Guardar a cidade

A primeira linha de proteção da vida é a casa, a família, a célula. A segunda é a comunidade, a cidade. Proteger a cidade depende da edificação da casa. Por quê? Você vai aprender neste salmo que a batalha depende dos filhos. Os filhos representam a arma secreta do valente!

Leia mais:Os segredos de um homem valente